Mês: maio 2021 (page 1 of 1)

Paulo Guedes, uma metamorfose ambulante

Marcelo Balloti Monteiro
Marcelo Balloti Monteiro

Economista formado pela PUC-SP, mestre em Economia Política pela PUC-SP, doutor em Ciências Sociais pela UNESP. Docente na Universidade Anhembi-Morumbi desde 2019 e analista setorial na Lafis Consultoria. Pesquisador nas áreas de Macroeconomia e Economia Internacional com foco em União Europeia.

O “maluco beleza” Raul Seixas já dizia em 1973 que ele preferia “ser uma metamorfose ambulante, do que ser aquela velha opinião formada sobre tudo”. Nesta mesma época, mais precisamente em 1974, Paulo Guedes ingressava no programa de mestrado em economia na Universidade de Chicago, templo do liberalismo econômico capitaneado por ninguém menos que Milton Friedman. Mas o que a música de Raul e o distinto economista tem em comum?

Tutorado e doutrinado no liberalismo … Continue Lendo

Como carros e prédios podem explicar nossa previsão de medalhas?

Rodolfo Ribeiro
Rodolfo Ribeiro

Doutor em administração pela FEA-USP e mestre pela PUC-SP. Professor de disciplinas de marketing na Fatec Sebrae. Desenvolve trabalhos de pesquisa e consultoria com o torcedor e futebol como principais objetos de pesquisa.

Estamos perto do começo das olimpíadas. Quantas medalhas o Brasil vai ter? Encontrei uma previsão na internet de algo perto de 20 medalhas. O esporte que mais vai contribuir para isso? Iatismo? Vôlei? Judô? Não. Skate. E por que viramos protagonistas nesse esporte? Para responder isso, vou propor uma hipótese ousada: a hegemonia do Brasil no skate tem relação com a queda de seu protagonismo no futebol.

Primeiro, os fatos:

1: queda do futebol brasileiro: a seleção brasileira só pode ser campeã mundial de … Continue Lendo

A subjetivação neoliberal e a política orçamentária

Robson Zuccolotto
Robson Zuccolotto

Doutor em controladoria e Contabilidade FEA-USP; Pós-Doutor em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas – SP, Professor da Universidade Federal do Espírito Santo; pesquisador e autor de trabalhos (livros, capítulos de livros e artigos científicos) na área de finanças e contabilidade pública.

Em meu último texto nessa coluna escrevi sobre as três dimensões do orçamento público, com destaque para a dimensão política do orçamento público. Volto a esse tema porque democratizar o orçamento é central para a democratização do país. Enquanto alguns grupos econômicos continuarem se apropriando dos fundos públicos para a garantia de seus próprios interesses e a compreensão do orçamento não incorporar os diversos interesses dos grupos envolvidos na disputa por recursos orçamentários, sua mera … Continue Lendo

Não seria o momento de rediscutir a política monetária no Brasil?

Marcelo Balloti Monteiro
Marcelo Balloti Monteiro

Economista formado pela PUC-SP, mestre em Economia Política pela PUC-SP, doutor em Ciências Sociais pela UNESP. Docente na Universidade Anhembi-Morumbi desde 2019 e analista setorial na Lafis Consultoria. Pesquisador nas áreas de Macroeconomia e Economia Internacional com foco em União Europeia.

O Regime de Metas de Inflação (RMI) foi adotado no Brasil em 1999 após a crise de balanço de pagamentos que o país sofreu no final de 1998. Os ataques especulativos contra a paridade do Real frente ao Dólar, âncora que garantiu o sucesso no combate a inflação, fez com que o Banco Central do Brasil flexibilizasse o regime cambial para evitar maiores perdas nas reservas internacionais.

Sob o comando de Armínio Fraga, o segundo … Continue Lendo

A Produção de Livros é Cara? Preparem-se, pois os preços poderão aumentar ainda mais

Fabio Andrade
Fabio Andrade

Doutor em Administração Pública e Governo pela Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV) com realização de Doutorado Sanduíche na University Of Texas at Austin. Mestre e graduado em Economia. Professor no Curso de Relações Internacionais da ESPM.

A resposta à pergunta que dá título a este texto está longe de ser simples, desse modo alinha-se as polêmicas e reflexões, que compõem o DNA deste Fatos. Argumentos? Nesse sentido, com o propósito de responder, guiarei o leitor através de proposições que têm por objetivo mostrar ao leitor que o (alto) preço dos livros no Brasil é reflexo: a) o trabalho necessário para sua confecção; b) a estrutura do mercado editorial, seja pelas características da demanda, seja pela configuração da oferta; … Continue Lendo

A Globo virou um trem desgovernado?

Fabio S. Cardoso
Fabio S. Cardoso

Jornalista, produtor do Podcast Rio Bravo e autor de “Capanema”, publicado pela editora Record.

À primeira vista, um leitor informado tem a impressão de que o Grupo Globo está à beira do colapso. Senão, vejamos: do ano passado para cá, a principal emissora do país colecionou pequenas derrotas simbólicas em relação a alguns de seus produtos mais lucrativos: os direitos de transmissão de futebol (Libertadores da América e Copa América, por exemplo) e, enquanto este texto é escrito, paira certa dúvida quanto à Copa do Mundo de 2022. Ao mesmo tempo, depois de muitos anos, a Fórmula 1, o grande campeonato de automobilismo, saiu da grade de programação da família Marinho e foi para a casa … Continue Lendo

A guerra pela invisibilidade

Alcides Peron
Alcides Peron

Alcides Peron possui Mestrado e Doutorado em Política Científica e Tecnológica pela Unicamp. Foi fellow researcher nas universidades de Lancaster e King’s College London, no Reino Unido. Foi professor de Relações Internacionais na Facamp e Anhembi Morumbi. Atualmente é pesquisador de pós-doutorado da FFLCH-USP e pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência da USP, onde estuda o emprego de novas tecnologias de vigilância e monitoramento para segurança, policiamento, militarismo e tecnologia, Inteligência Artificial e Direitos Humanos.

O famoso antropólogo Bruno Latour afirmou em um dos seus livros que a base do poder do império britânico no século XIX estava na sua capacidade de comandar e controlar sua imensa rede de subalternos globalmente. Isso se manifestaria na rede … Continue Lendo

GEOPOLÍTICA DA VACINA

Marília Carolina Barbosa de Souza Pimenta
Marília Carolina Barbosa de Souza Pimenta

Doutora em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (2016). Docente no Centro Universitário FECAP-SP. Coordenadora do curso de graduação em Relações Internacionais e da pós-graduação em Negócios Internacionais e coordenadora do Comitê de Internacionalização. É sócia da Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI) e da International Studies Association (ISA). Na ABRI é coordenadora da Área Temática: Ensino, Pesquisa e Extensão.

A eclosão da pandemia evidenciou as diferenças de desenvolvimento econômico entre os países. Economias mais desenvolvidas se organizaram rapidamente e já se beneficiam do retorno a algo parecido com o que era a normalidade. Países emergentes, com menor capacidade de mobilização e tecnologia, seguem pressionados por dificuldades … Continue Lendo

FATOS, ARGUMENTOS E ALÉM

Sérgio Tomioka
Sérgio Tomioka

Sérgio Tomioka é filósofo, professor precarizado, vegano … e taurino.

Estou com um problema aqui comigo. Preciso me apresentar, uma vez que esse é um texto inaugural, em um meio inaugural, de uma coisa que ainda não fiz na vida, que é escrever, publicamente, para pessoas que não conheço. Já escrevi e escrevo com regularidade, claro. Mas escrever aulas, argumentos, dissertações e artigos têm, sempre, um público específico (no caso da filosofia, um público que não chega a ser enorme…). Alunos, examinadores, bancas, são sempre famigerados, apesar de pessoalmente desconhecidos. O meu problema é, então, o de me definir, para apresentar em mim aquilo que possa interessar a vocês. Pois que todo texto esconde e revela aquilo … Continue Lendo

ENTREVISTA: A pesquisa econômica busca sempre a fronteira do conhecimento

José Ricardo Fucidji
José Ricardo Fucidji

Doutor em Economia pela Unicamp. Professor Doutor do Instituto de Economia dessa Instituição, leciona disciplinas na graduação e no programa pós-graduação.

A seguir, Fatos. Argumentos? retoma a entrevista com o professor da Unicamp José Ricardo Fucidji. Nesta segunda parte, temos uma arguta análise sobre o papel das ideias junto ao debate econômico e, também, junto à formação dos economistas. Afora isso, o professor Fucidji responde de forma franca acerca de sua religiosidade, especificamente a propósito de sua experiência quanto à conciliação entre sua profissão de fé e a vida acadêmica. Será que existem tabus entre Igreja e Universidade?

Como destacado anteriormente, para os Editores deste site, mais do que uma entrevista, tivemos uma oportunidade de … Continue Lendo

A imprensa e os evangélicos

Fabio S. Cardoso
Fabio S. Cardoso

Jornalista, produtor do Podcast Rio Bravo e autor de “Capanema”, publicado pela editora Record.

O jornalismo brasileiro tem um problema. Parte significativa da imprensa nacional não sabe, ou não quer, dialogar com o público evangélico. Vou trabalhar com a primeira hipótese aqui, a de que não sabe, por acreditar que os veículos não agem de má fé. Mesmo nesse caso trata-se de um impasse gigantesco, afinal, não é de hoje que o jornalismo profissional enfrenta uma grave crise de modelo de negócio, mas é neste tempo que vive talvez aquele que seja o seu maior desafio: provar-se à altura do papel de mediador do debate público junto à sociedade brasileira – e sem os evangélicos, isso … Continue Lendo

Basta atender a torcida? O “Pafrentemente” das mudanças na política social

Fabio Andrade
Fabio Andrade

Doutor em Administração Pública e Governo pela Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV) com realização de Doutorado Sanduíche na University Of Texas at Austin. Mestre e graduado em Economia. Professor no Curso de Relações Internacionais da ESPM.

Aqui damos continuidade ao texto de 12/04/2021. Que traçava um paralelo entre renovação contratual de um craque e a mudança em política pública. Nesse intuito, voltamos ao temos usados por Osvaldo Paschoal, “patrasmente” e “pafrentemente”.

Antes de seguir, cabe uma ressalva, possíveis objeções podem ser levantadas ao paralelo, tendo em vista que o contrato de renovação é um tema privado. Ideologia importa, porém o “contrato de gestão” entre Estado e Organizações Prestadoras de Serviços é utilizado por Governos de diferentes orientações. Se … Continue Lendo

Gostou do site? Então espalhe a palavra! :)

Cadastre seu E-mail
Instagram